quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Votações garantiram avanços também na área da saúde

Da Redação

Lei reduz custos de medicamentos para pacientes em tratamento quimioterápico
agora é lei seloA partir de 12 de maio os planos de saúde serão obrigados a custear os medicamentos quimioterápicos de uso oral nos tratamentos contra o câncer, incluindo os remédios para o controle de efeitos adversos utilizados em terapia domiciliar. A regra está prevista na Lei 12.880, sancionada pela presidente da República em 12 de novembro de 2013, com prazo de seis meses para início da sua vigência.
A lei tem origem em projeto de autoria da senadora Ana Amélia (PP-RS), que também inclui a cobertura de procedimentos radioterápicos para tratamento de câncer e hemoterapia, desde que estejam relacionados à continuidade da assistência prestada por meio de internação hospitalar. Atualmente, cerca de 40% dos tratamentos contra o câncer empregam medicamentos de uso domiciliar, em substituição ao regime de internação hospitalar ou ambulatorial. A senadora calcula que em 15 anos 80% dos tratamentos oncológicos serão feitos na casa do paciente, com medicamentos de uso oral.
Mais Médicos
Com o objetivo de ampliar o número de médicos em todo o território nacional, o Senado também apoiou e aprovou, em 2013, a medida provisória que criou o Programa Mais Médicos, do governo federal. O programa foi instituído pela Lei 12.871/2013, que destina médicos, inclusive profissionais estrangeiros, para regiões carentes de todo o país, fortalecendo a prestação de serviços de atenção básica em saúde.
A lei permite a contratação de médicos estrangeiros e brasileiros formados no exterior para atuar em áreas pobres e remotas, e autoriza o Ministério da Saúde a fazer o registro dos médicos estrangeiros inscritos no programa. Mais de 6.500 médicos brasileiros e estrangeiros já se integraram ao projeto, e a maior parte deles foi contratada para trabalhar nas regiões Norte e Nordeste, segundo o Ministério da Saúde.

Dilma anuncia troca de três ministros: Casa Civil, Saúde e Educação

Mercadante troca Educação pela Casa Civil e Chioro assume o ministério da Saúde. Posse será na segunda-feira

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta quinta-feira (30) a troca de três ministros de sua equipe dando início à reforma ministerial: Casa Civil, Saúde e Educação. As informações são do blog do Planalto.
A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, deixarão seus cargos para concorrer nas eleições deste ano. A primeira ao governo do Paraná e o segundo, ao de São Paulo.
Para a chefia da Casa Civil, a presidente indicou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. O novo ministro da Saúde será o médico Arthur Chioro. No lugar de Mercadante na Educação, Dilma escolheu José Henrique Paim Fernandes, atual secretário-executivo da pasta.

Notícias do Senado: Governo quer evitar projetos com impacto nos gastos públicos

Você está aqui: Portal de notícias

Pauta de votações

Depois de reunião no Planalto, líder do governo no Senado, Eduardo Braga, reiterou que orientação é evitar medidas que pressionem o superávit primário. Pauta deve ser discutida na próxima semana.
Foto: Pedro França

Agora é lei
Duas propostas aprovadas pelo Senado em 2013 e que já se transformaram em norma legal têm grande potencial para impactar positivamente uma das áreas em que o Brasil é mais reconhecido pela qualidade do que faz – a produção musical.

VEJA O QUE VAI ACONTECER NA NOVELA AMOR À VIDA NOS DOIS ÚLTIMOS CAPÍTULOS

QUINTA, 30/1 (capítulo 220)
Ninho conta tudo à polícia e deixa Aline desesperada. Amarilys elogia a casa de Tulio e Samuel. Ignácio e Murilo vendem quentinhas. Perséfone e Vanderlei viajam juntos em um cruzeiro. Vega dá o divórcio a Atílio. Aos poucos, César volta a enxergar. Herbert pede Edith em casamento e Pérsio pede para se casar com Rebeca. Edith revela que Jonathan é filho de Félix, e não de César, como afirmara antes. Rafael e Linda têm a união abençoada. César visita Aline na prisão.

SEXTA, 31/1 (capítulo 221)
Aline diz a César que tem nojo dele, cospe em seu rosto. César tem um derrame e passa por cirurgia no San Magno. Pilar revela à família que causou o acidente que matou a mãe de Aline e deixou Mariah paraplégica. Edith desiste de se casar com Herbert e se joga nos braços de Wagner. Aline tenta fugir da prisão, mas policiais atiram nela. Márcia e Atílio se casam. Juscelino aparece acompanhado de um transexual. Niko e Félix revelam a Tulio e Samuel que Amarilys é golpis, e os dois a expulsam de casa. Paloma e Bruno renovam os votos e ela diz que está grávida. Félix e Paulinha ficam amigos. Félix e Niko vão morar na casa de praia da família ao lado de César. FIM.

Thammy Miranda e Babi Rossi lideram elenco de A Fazenda 7

Thammy Miranda no programa de Eliana, no SBT; ela encabeça lista de participantes de A Fazenda 7

Por DANIEL CASTRO


A Record já tem uma lista com os nomes de oito participantes da próxima edição do reality show A Fazenda, prevista para estrear no meio do ano. A atriz e apresentadora Thammy Miranda lidera a lista. Nos bastidores da produção, Thammy já é dada como certa.

Outro nome que deve estar nos créditos do reality é o de Babi Rossi, que ultimamente vem participando de programas da Record _ela esteve no último Domingo da Gente. Mas existem planos B para a ex-panicat: as também ex-panicats Thaís Bianca e Carol Narizinho (esta já é assistente de palco do Domingo da Gente).

Nos últimos dias, a Record vem investindo na contratação de um estilista famoso. Já ouviu "não" de Dudu Bertholini e de Sérgio K. O stylist Matheus Mazzafera também recusou convite para viver em um confinamento rural.

Amor à Vida: César e Félix se reconciliam no último capítulo


Antonio Fagundes e Mateus Solano em cena de Amor à Vida em que César e Félix discutem

Por REDAÇÃO


O último capítulo de Amor à Vida, nesta sexta (31), promete ser bem adocicado. A cena mais emocionante da noite deve ficar com a reconciliação entre César (Antonio Fagundes) e Félix (Mateus Solano).

Depois de passar a novela toda rejeitando o filho, o humilhando pelo mau-caratismo e pela homossexualidade, César finalmente aceitará Félix. O personagem de Fagundes irá morar com Félix e Niko (Thiago Fragoso) numa casa de praia. Félix tomará conta de César, que sofrerá um acidente vascular cerebral e viverá em uma cadeira de rodas, mas recuperará a visão.

Na cena, Félix levará César para ver o por-do-sol. Pela primeira vez em oito meses de novela, César chamará Félix de "filho" com orgulho e carinho.

Sem barba, Rafinha Bastos assina contrato com a Band


Rafinha Bastos em foto publicada na última quinta no Instagram, um dia antes de assinar com a BandPor REDAÇÃO

O humorista Rafinha Bastos assinou contrato com a Band na última sexta-feira para apresentar o Agora É Tarde, da Band. Ele estreia à frente do programa em março. No dia da assinatura do compromisso, Rafinha compareceu à emissora de visual novo, sem barba. 

A Band corre para estrear o programa antes ou no máximo em 10 de março, quando o SBT coloca no ar o The Noite com Danilo Gentili. Já está definido que o formato do programa será muito parecido com a atração que Danilo Gentili apresentava, com banda e participação de humoristas. 

O elenco, contudo, ainda não está definido. Marcelo Mansfield, o único membro da equipe de Gentili que permaneceu na Band, não integrará mais o Agora É Tarde. Ele foi cogitado para o CQC.

Antes de assinar contrato para o talk show, Rafinha Bastos teve de aceitar algumas regras da emissora, como não dar entrevistas sem autorização prévia,  e se comprometeu a se "comportar" no programa, sem ofender convidados ou personalidades. 

Com programa independente, Gugu Liberato pode voltar à Record


Gugu Liberato apresenta o quadro Desafio Musical no Programa do Gugu, na Record, em 2013

Por DANIEL CASTRO

Afastado da TV desde junho do ano passado, Gugu Liberato poderá voltar ao ar justamente na Record, emissora com a qual rompeu contrato que iria até 2017.
Gugu está propondo às emissoras um novo modelo de negócio. Ele seria o apresentador e produtor de programas curtos, de temporadas que duram até quatro meses por ano (como Ídolos, Big Brother Brasil). 

O programa seria realizado na GGP, produtora que Gugu está reativando, em Alphaville, na Grande São Paulo.
"Estou consultando as emissoras para saber se o formato por 'temporada' seria aceito. Seria, sim, uma forma de voltar à TV através da produtora, pois assim é feito em muitos países da Europa e também nos Estados Unidos", confirmou o apresentador ao Notícias da TV.

A ideia é apresentar o projeto a todas as redes abertas, mas, por enquanto, apenas a Record foi sondada. Homero Salles, ex-diretor do Programa do Gugu, que continua contratado da Record, levou a ideia à cúpula da emissora na semana passada. O SBT também tem interesse em ouvir a proposta.

A parceria pode ser feita com formato já adquirido pela emissora ou com algum formato que venha a ser comprado pela GGP.

Gugu está entusiasmado com a ideia por várias razões. Primeiro, porque seria uma forma de voltar à TV sem assumir um compromisso que consumiria todo o seu tempo. Segundo, porque reativaria a GGP, que já produziu programas como Escolinha do Gugu e SBT Rural. Terceiro, porque, com temporadas curtas, teria mais tempo para se dedicar a outros projetos e a viagens.


Gugu em montagem de fotos da GGP publicada no Instagram há duas semanas

Globo proíbe elenco de Amor à Vida de dar entrevistas até amanhã

A atriz Vanessa Giácomo, que interpreta a vilã Aline, em cena da novela Amor à Vida, da Globo 

Por MÁRCIA PEREIRA

Numa estratégia para alimentar algum suspense em torno do final de Amor à Vida, a Globo orientou os atores da novela a não concederem entrevistas até amanhã (31), quando será exibido o último capítulo da trama de Walcyr Carrasco. Sob anonimato, assessores de atores confirmam que seus clientes estão proibidos de falar com jornalistas nesta semana.

A atriz Vanessa Giácomo foi repreendida por ter falado sobre o fim da sua personagem, a vilã Aline, em entrevista que concedeu à colunista Patricia Kogut, do jornal O Globo, do mesmo grupo empresarial. A vilã morre de maneira trágica ao fugir da prisão. Ela vai ser eletrocutada.

Antonio Fagundes, que lançou no começo desta semana em São Paulo o filme Quando Eu Era Vivo, foi blindado pela assessoria para não falar da novela. Durante a coletiva de imprensa, ele respondeu a perguntas sobre sua atuação no longa-metragem e, em seguida, foi escoltado por assessores e produtores para não atender os jornalistas que queriam perguntar sobre a novela.

Notícias da TV ligou para vários atores da trama, mas não conseguiu falar com nenhum deles. Apenas Carol Castro, que faz advogada Silvia, atendeu a uma ligação. Mas disse que estava dirigindo e, por isso, só poderia atender a reportagem mais tarde, o que não ocorreu.

A Central Globo de Comunicação nega que tenha proibido entrevistas.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Notícias do Senado: Lei que pune empresas corruptoras entra em vigor nesta quarta

Você está aqui: Portal de notícias
Investigação

Roberto Requião, autor do requerimento de criação da CPI, disse estar confiante na indicação dos membros logo após o recesso parlamentar. Ele espera que a comissão entregue um relatório até julho.
Foto: Divulgação / Agência Petrobrás
Agora é lei
Em 2013, os senadores votaram projeto para garantir mais investimentos nas áreas de saúde e educação. Aprovado no Senado em julho, o PLC 41/2013 foi sancionado pela presidente Dilma Rousseff em setembro e se transformou na Lei 12.858/2013, que garante 75% dos royalties do petróleo para a educação e 25% para a saúde.

Banco Central lança moedas da Copa 2014

Moeda de ouro tem valor de face de R$ 10 e sai para o comprador a R$ 1.180
Moeda comemorativa da Copa de 2014 / DivulgaçãoMoeda comemorativa da Copa de 2014Divulgação
O Banco Central lançou nesta quarta-feira nove moedas comemorativas da Copa do Mundo. A coleção é formada por 22.120 moedas, das quais 2.720 em ouro, 12 mil em prata e 7,4 mil de cuproníquel, que já estão à venda.

A moeda de ouro tem valor de face de R$ 10 e peso de 4,4 gramas e sai para o comprador a R$ 1.180. A moeda faz alusão à Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014, de um lado, e no verso mostra o momento do gol, com uma bola na rede, e ao lado as estrelas que formam a Constelação do Cruzeiro do Sul.

As duas moedas de prata têm valor de face de R$ 5 e peso de 27 gramas e custam para o colecionador R$ 190. Ambas fazem alusão à Copa do Mundo, de um lado, mas, no verso, enquanto uma apresenta o mascote oficial, com desenho do tatu estilizado, a outra traz um mapa do Brasil com indicação das 12 cidades-sede da competição.

As seis moedas de cuproníquel têm valor cunhado de R$ 2 e peso de 10,17 gramas, ao custo de R$ 30,00 cada. Elas compõem a série Jogadas de Futebol, com lances típicos como a defesa do goleiro, a cabeçada, a "matada" de bola no peito, o passe, o drible e o gol.

No Banco Central e em suas regionais, o pagamento é em dinheiro. Nas compras pela internet, o pagamento pode ser por meio de boleto ou débito em conta para os correntistas do Banco do Brasil. A partir de março, as moedas de cuproníquel também poderão ser adquiridas em cartela com o conjunto completo das Jogadas do Futebol, informou o diretor do Departamento de Meio Circulante do Banco Central, João Sidney de Figueiredo Filho.

Nova musa do Corinthians faz ensaio no clube

Silvia Waszak fez fotos sensuais em locais como o Memorial do clube
Musa do Corinthians fotografa no vestiário do Parque São Jorge / Edu Araújo / Ag. Fio CondutorMusa do Corinthians fotografa no vestiário do Parque São JorgeEdu Araújo / Ag. Fio Condutor
A modelo Silvia Waszak foi escolhida como musa do Corinthians para 2014. Para oficializar o posto ela realizou um ensaio sensual em que aparece nas dependências do Parque São Jorge.

Silvia, que será destaque da Gaviões da Fiel no Carnaval deste ano, posou no Memorial do Corinthians e outros locais como a Fazendinha, o parque aquático e a sala de fisioterapia do clube. 
Silvia no banco de reservas da Fazendinha Fotos:Edu Araújo / Ag. Fio Condutor

Silvia

Silvia