sábado, 14 de dezembro de 2013

Saiu a autorização do concurso para 400 vagas da Fundação Oswaldo Cruz


Foi autorizado o concurso da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), por meio da Portaria n°483, publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira, dia 4. O Ministério do Planejamento autorizou as 400 vagas solicitadas pela autarquia. As oportunidades serão distribuídas da seguinte maneira: 75 para técnico em saúde pública (nível médio/técnico), 113 para tecnologista em saúde pública, oito para analista de gestão em saúde pública (ambos do superior), 169 para pesquisador em saúde pública (com exigência de mestrado) e 35 para especialista (doutorado mais seis anos de experiência).

De acordo com a tabela de remuneração dos servidores públicos federais, os rendimentos dos novos servidores, já incluindo gratificação de desempenho, serão de R$2.701,46 (técnico), R$5.660,39 (analistas e tecnologistas), R$7.905,74 (pesquisadores) e R$14.440,67 (especialistas). No entanto, haverá ainda gratificação de qualificação. Com isso, os valores podem chegar a R$4.463,46 para o cargo de técnico. Para as funções de analista e tecnologista, as remunerações podem ser de R$6.659,99 (especialização), R$7.044,62 (mestrado) e R$8.278,16 (doutorado). Já para pesquisador, os ganhos podem chegar a R$9.283,15 (doutorado).

A maior oferta deverá ser para o Rio de Janeiro - sede da instituição. No entanto, o órgão também possui representações no Distrito Federal, Ceará, Amazonas, Bahia, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Piauí, Mato Grosso do Sul e Rondônia. Sendo assim, é provável que haja vagas também para algumas dessas localidades.

Embora a autorização estabeleça que a Fiocruz tenha seis meses para publicar o e dital, ou seja, até 3 de junho, a Diretoria de RH da fundação informou que pretende divulgar as regras do processo seletivo entre fevereiro e março do ano que vem. O regime de contratação será o estatutário, que garante estabilidade empregatícia.
Folha Dirigida 

Nenhum comentário:

Postar um comentário